14.7 C
Castro Verde Municipality
Sábado, Abril 13, 2024

Últimas Noticias

Primeira etapa da 41ª Volta ao Alentejo em Bicicleta liga Castro Verde a Beja (Act)

A 41ª edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta sai para a estrada entre os dias 20 e 24 de março. A prova foi ontem apresentada em Montemor-o-Novo.

Celebrar os 50 anos do 25 de Abril e da grande conquista que foi a concretização do poder local, com os acordes da icônica canção “Grândola, Vila Morena”, são os objetivos subjacentes à realização da 41.ª Volta ao Alentejo em bicicleta

A primeira etapa da “alentejana” vai ligar Castro Verde a Beja, com um percurso de 168 quilómetros. A partida está marcada para o dia 20 de março às 11h15 e chegada a Beja às 15h35.

“Cumprindo uma importante tradição no concelho de Castro Verde, onde o ciclismo tem numerosos adeptos, a Câmara Municipal volta a proporcionar uma partida do pelotão da Volta ao Alentejo, uma das importantes provas do calendário nacional”, diz a autarquia de Castro Verde em comunicado.

Na vila de Castro Verde a meta de partida para a 1ª etapa será instalada no Largo da Feira. Os ciclistas percorrerão um circuito dentro da vila, subindo a Rua de Aljustrel. Nos semáforos viram à esquerda para a Rua da Liberdade em direção ao Fórum Municipal; seguem depois à direita pela Rua José Gomes Ferreira (frente à Escola Secundária) em direção ao Parque da Liberdade e à rotunda da piscinas, onde viram à direita para a Rua da Seara Nova (frente aos Bombeiros) e, consecutivamente, para a Rotunda do Minério, Rotunda das Ovelhas e Rua Fialho de Almeida em direção ao Largo da Feira. O pelotão sai depois em direção a Almodôvar, pela EN2.

A reportagem é do jornalista Teixeira Correia.

Recorde-se que a prova tem início em Castro Verde e final em Évora, conta com a participação de 18 equipas, 12 portuguesas, nove Continentais e três equipas de clube, e seis estrangeiras, com cinco etapas, todas em linha, com um total de 852,9 quilómetros, a mais longa da última década.

Organizada desde 2010 pela Podium Events, a “Alentejana” vai percorrer mais de três dezenas dos 47 concelhos da região e vai ser disputada sob a expetativa da terceira vitória consecutiva do venezuelano Orluis Aular, da equipa espanhola Caja Rural/Seguros RGA, que triunfou em 2022 e 2023, podendo tornar-se no “Rei dos Alentejos” consagrando-se como o único corredor com três triunfos.

A prova tem início em Castro Verde, a décima nona localidade a receber o seu começo terminando a primeira etapa na cidade de Beja junto ao imponente Castelo, depois de uma passagem inédita por Baleizão, junto ao monumento de Catarina Eufémia, quando este ano se celebram os 70 anos da sua morte.

A Volta ao Alentejo não tem contrarrelógio, e conta de novo com bonificações na chegada e nas metas volantes, mas a quarta etapa, com seis contagens de montanha na Serra de São Mamede (Portalegre) Marvão e Castelo de Vide, assume-se como decisiva, no que toca ao triunfo final.

Joaquim Gomes, vencedor da edição de 1988 e diretor da organização, destacou que a Volta ao Alentejo “vai passar por ruas e vielas onde celebraremos os 50 anos do 25 abril, numa corrida em tudo diferente “, rematou.

O presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo sustentou que a prova “vai ser muito disputada, dentro das características do Alentejo, que tem montanhas que só os corredores sabem como são difíceis”, ressalvou Delmino Pereira.

António José Brito, antigo jornalista e colaborador do DN, presidente da Câmara de Castro Verde, município que recebe a partida da corrida, sustenta que  “é um orgulho receber a caravana e os entusiastas do ciclismo”.

Equipas presentes:

Continentais Profissionais (1):Caja Rural/Seguros RGA (ESP)

Continentais (14):ABTF Betão/Feirense/ AP Hotels and Resort/Tavira/Farense, Aviludo/Louletano/Loulé Concelho, Credibom/LA Alumínios/Marcos Car, Efapel Cycling, Kelly/Simoldes/Oliveirense, Rádio Popular/Paredes/Boavista, Sabgal/Anicolor e Tavfer/Ovos Matinados/Mortágua (todas de Portugal), Groupama FDJ Continental (França), Lubelskie Perla Polski (Polónia), Mentorise MLMsuperstars (Roménia), Project Echelon Racing (USA) e Suiss Cycling Team (Suíça)

Equipas Clube (3):Três das seis equipas portuguesas segundo um ranking da Federação portuguesa de ciclismo em 10 de março.

As cinco etapas da “Alentejana”

20 de março- 1ª etapa: Castro Verde (11h15)-Beja (15h35)- 158 kms

21 de março- 2ª etapa: Vidigueira (11h00)-Grândola (15h45)- 180,9 kms

22 de março- 3ª etapa: Mourão (11h20)-Reguengos de Monsaraz (15h35)- 168,4 kms

23 de março- 4ª etapa: Monforte (11h30)-Castelo de Vide (15h40)- 147,7 kms

24 de março- 5ª etapa: Nisa (11h00)-Évora 15h45)- 187,9 kms

O final da prova será na Praça do Giraldo ,no dia 24, em Évora.

Reportagem: Teixeira Correia

Latest Posts

Não perder