Crónica de Opinião de Gonçalo Valente – 14 de julho de 2020