21.7 C
Castro Verde Municipality
Quarta-feira, Abril 24, 2024

Últimas Noticias

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mértola lamenta “dificuldades vividas pelas IPSS’s”

A Santa Casa da Misericórdia de Mértola tem mais de 200 utentes entre as valências de lar, centro de dia, apoio domiciliário e cuidados continuados. A preocupação principal tem sido “evitar ao máximo os contactos dos idosos com o exterior”, revelou o seu provedor em declarações à Rádio Castrense.

O mesmo revela que “foi criado um plano de contingência, que estamos a respeitar e estamos a melhorar, sempre que possível”.

José Alberto Rosa refere que “no caso do apoio domiciliário, o grande objetivo é evitar que as pessoas saiam das suas residências. Por isso temos uma enfermeira que faz o contacto entre o Centro de Saúde e os utentes, que faz inclusive colheitas de análises clínicas. Continuamos a levar-lhes a alimentação, a medicação e outras coisas que precisem de Mértola, evitando que eles saiam das suas habitações”.


A juntar a isto, continua José Alberto Rosa, “a instituição tem estado a formar os seus funcionários, sensibilizando-os para os cuidados que têm que ter, no sentido de evitar que haja uma contaminação acidental. Ao mesmo tempo, este responsável refere que “estamos a tentar inventar e criar formas de melhorar e tentar evitar um eventual contágio, pois a nossa preocupação é evitar o mais possível que as coisas cheguem aqui”.

Segundo o provedor da Misericórdia de Mértola, “a nossa realidade económica é em tudo semelhante à que vivem as IPSS’s do país, daí todo o apoio ser bem-vindo. Os sucessivos governos e a Segurança Social não têm olhado para nós como deve ser, e isso, por mais imaginação que tenhamos não é fácil gerir”.

José Alberto Rosa lembra que “esta pandemia veio encarecer tudo, as despesas dispararam e as receitas não cobrem os investimentos que temos de fazer para que tenhamos os utentes e os nossos funcionários com tudo o que é necessário para estarem protegidos contra o vírus. Não é uma tarefa fácil, nem sei onde isso irá parar se se esta situação pandémica se prolongar no tempo” teme o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mértola, José Alberto Rosa.

Leia também: https://radiocastrense.pt/mertolaficaemcasacom-cultura/

Latest Posts

Não perder