35.7 C
Castro Verde Municipality
Segunda-feira, Junho 24, 2024

Últimas Noticias

Aliança defende utilização “imediata” do Aeroporto de Beja para evitar “colapso de acesso aéreo” a Lisboa

Por proposta do Aliança, aprovada com os votos a favor de PS, PSD, PAN, IL, MPT, PPM, Aliança e CDS-PP, contra de BE, PEV, PCP e Independentes e a abstenção do Livre e Chega, os deputados da Assembleia Municipal de Lisboa recomendaram ontem à Câmara Municipal da capital do país que, junto das companhias aéreas, dos operadores turísticos e da ANA – Aeroportos de Portugal, “desenvolva todas as ações que tiver por adequadas no sentido de aliviar, no imediato, a pressão sobre o Aeroporto Humberto Delgado, procurando evitar o seu esgotamento e os inquantificáveis prejuízos que daí adviriam para o turismo e negócios na cidade de Lisboa”. 

Em comunicado enviado à Rádio Castrense, o Aliança diz que “no preâmbulo da deliberação, o documento refere que “desviar temporariamente algum do tráfego excedentário do AHD – Portela para o Aeroporto Internacional de Beja é, neste momento, a única alternativa possível para evitar o colapso do acesso aéreo a Lisboa. Não o promover é conformarmo-nos com um caminho previsivelmente sem retorno de perda de passageiros, afastados pela deterioração do serviço que lhes é prestado”. 

Na mesma nota, o Partido Aliança lembra que “Lisboa encontra-se a 102 minutos do Aeroporto Internacional de Beja, com ligação por autoestrada”.

Pode ler-se ainda no comunicado que, “a sua localização periférica colocam-no especialmente vocacionado para a  operação das designadas companhias “low cost” e para serviços de médio e longo curso, tendo a pista principal condições para receber os aviões usados neste tipo de operações”.

O aliança sublinha que, em Beja “já aterraram os maiores aviões do mundo, como o Antonov AN-225, aviões-radar AWAC, o Bombardeiro B-1 ou o Airbus A-380”. 

Latest Posts

Não perder